Sites Parceiros:

Translate this Page

Rating: 2.7/5 (1031 votos)



ONLINE
2




          PARCERIA

Parceria

Ajude-nos a manter este site no ar. Doações a partir de R$ 2,00

Faça a sua! Abrace esta idéia.

Banco do Brasil - 001

Ag.: 0418-9

C.Poup.: 22772-2

Agnaldo Inácio

520

_________________________

  ACHOU UM POMBO ?

     INFORME AQUI !

_________________________


Pombo-Correio voa 7 mil kms entre Japão e Canadá


Especialista acredita que ele se confundiu durante tempestade.
'Isso é incrível', disse seu dono japonês, que abriu mão de tê-lo de volta.

Um pombo-correio se perdeu durante uma corrida e voou cerca de 7 mil quilômetros entre o Japão e o Canadá, sobre o Oceano Pacífico, segundo autoridades canadenses.

Ele se recuperou da aventura e vai ser criado por especialistas canadenses, que esperam que ele tenha filhotes que herdem sua capacidade de fazer voos de longa distância.

O pombo foi encontrado, magro e cansado, em uma base aérea na Ilha de Vancouver, no extremo oeste do Canadá, e levado a um centro de resgate animal próximo a Comox, na província canadense da Colúmbia Britânica.

Lá, ele foi tratado de um parasita, comum em pássaros, e foi alimentado até recuperar a saúde.

Pombo

 O pombo-correio aventureiro, já recuperado (Foto: AFP / HO/Sandy Royer/Mountainaire Avian Rescue Society)

 "Acreditamos que ele partiu do Japão e ficou confuso ou foi colhido por uma tempestade e perdeu o rumo, vindo parar no Canadá, provavelmente dormindo em navios cargueiros no meio do caminho", disse Reg Westcott, da sociedade local de criadores de pombos-correio.

O pombo, de um ano, estava entre os cerca de 8 mil pombos que foram soltos no dia 9 de maio em Hokkaido, ilha no norte do Japão, para uma corrida de mil quilômetros, segundo seu dono, Hiroyasu Takasu.

O pombo era um dos 10 mantidos pelo empresário aposentado, de 73 anos, como um hobby.

"Eu nunca tinha ouvido falar de pombos indo para o Canadá. Isso é incrível", disse ele à France Presse.

Um pombo-correio geralmente consegue voar 650 quilômetros, mas este voou 7 mil quilômetros.

As autoridades canadenses contataram Takasu, cujo número de telefone estava em uma etiqueta grudada na pata da ave, e tentaram devolver seu pombo.

Ele decidiu não aceitar o pombo de volta, por temer que ele pudesse morrer na longa viagem de avião de volta ao Japão.

A sociedade criadora de pombos de corrida do oeste do Canadá ofereceu-se então para cuidar do pássaro, e o misturou com algumas fêmeas.

"Estou certo que sua prole vai ser de bons voadores de longa distância", disse Westcott.

Chip Tauris Entrada eletrônica pombo correio

(Foto: AFP / HO/Sandy Royer/Mountainaire Avian Rescue Society)

 

Fonte: Globo.com - g1

 

VOLTAR