Sites Parceiros:

Translate this Page

Rating: 2.7/5 (1429 votos)



ONLINE
1




          PARCERIA

Parceria

Ajude-nos a manter este site no ar. Doações a partir de R$ 2,00

Faça a sua! Abrace esta idéia.

Banco do Brasil - 001

Ag.: 0418-9

C.Poup.: 22772-2

Agnaldo Inácio

520

_________________________

  ACHOU UM POMBO ?

     INFORME AQUI !

_________________________


POMBO-CORREIO PERCORRE 1.600 km (ESPANHA/BRASIL)


Ave partiu das Ilhas Canárias e pousou nas Ilhas de São Pedro e São Paulo.
Pombos treinados podem voar a uma velocidade de até 102 km/h.

Eduardo Carvalho

Do Globo Natureza, no Arquipélago de São Pedro e São Paulo (o repórter viajou a convite da Marinha do Brasil)

 anilha do pombo encontrado                      

                                                             Fita de identificação mostra que o pombo-correio
                                                             partiu das Ilhas Canárias (Foto: Eduardo Carvalho/
                                                             Globo Natureza)

Os marinheiros presentes no Arquipélago de São Pedro e São Paulo encontraram um pombo-correio perdido entre as centenas de atobás e viuvinhas que vivem entre os rochedos.

O animal, literalmente um estranho no ninho, tinha em suas patas uma anilha que identificava sua origem e sua numeração. A ave treinada vinha das Ilhas Canárias, território espanhol que fica na costa da África, conforme sua identificação. Assim que fotografado pela reportagem do G1, o pássaro foi solto novamente.

A região das Canárias é conhecida por suas atividades de columbofilia – criação de pombo-correio –, que contam inclusive com corridas oceânicas entre as aves.

pombo

Pombo-correio parou no telhado da Estação Científica (Foto: Eduardo Carvalho/Globo Natureza)

saiba mais

Os pombos treinados podem desenvolver velocidades máximas entre 87 km/h e 102 km/h, em distâncias que podem ultrapassar 1.200 km. No caso, a ave pode ter percorrido mais 1.600 km entre as ilhas espanholas e a região de São Pedro e São Paulo.

“Esse pombo não deve voltar mais para lá (Canárias), porque ele não segue contra a corrente, a não ser que ele utilize outro caminho. Ele voa em função das correntes de vento, vem planando, porque senão não tem resistência”, disse o biólogo Jorge Lins, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

 foto arquipélago

 

Fonte: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2012/03/pombo-correio-que-veio-da-espanha-pousa-em-sao-pedro-e-sao-paulo.html